EDITORIAL: A situação delicada em que estão as pessoas que dependem de festas e eventos

Foto: Josemário Alves - (Carnaval de Apodi o maior evento da cidade)
O estado do Rio Grande do Norte, assim como outros estados de nosso país, proibiu festas e eventos no ultimo decreto com medidas de proteção contra a pandemia do novo coronavírus, além de proibir bares e restaurantes a funcionarem a partir das 22 horas. Eu entendo que essa medida seja necessária, seja de uma importância enorme para a proliferação do vírus, isso é indiscutível.

Porém o caso a ser analisado é o de pessoas que dependem de festas, shows e eventos desse tipo que agora estão sem trabalhar. No inicio da pandemia lá em 2020, veio a "Onda das Live's" que de certa forma ajudava a arrecadar recursos para o artista e para sua equipe, mas o que eu estou querendo falar é sobre aquele pequeno artista, que não tem uma estrutura suficiente para realizar uma live desse porte e nesse momento passa por dificuldade.

O governo federal destinou recursos pela lei aldir blanc, porém vejam a complexidade de se receber recurso através dessa lei, o artista tem de escrever um projeto, esperar aprovação, executar o projeto e ai sim, depois de seus 2 a 3 meses de espera é que se tem um resultado financeiro no bolso desse artista. Ou seja uma espera muito grande pra quem não tem dinheiro.

Uma pandemia como essa, um recurso desse para ser destinado a um artista deveria ser de uma forma mais simples, como um auxilio por exemplo. No inicio da pandemia também tivemos um auxilio destinado aos artistas que não tinham recebido o emergencial, mas foi um caso isolado, algo que não veio mais, então a minha defesa aqui hoje é que facilite a entrega desse recurso aos artistas e as pessoas que dependem de festas e eventos para sobreviver, e isso não é uma cobrança a nível estadual não, precisamos de uma interferência do governo federal, temos vários estados em situação de bloqueio de eventos e que tem milhares de pessoas na mesma situação.

Aqui vai um exemplo as prefeituras também, a prefeitura de Apodi no RN investiu em uma live de carnaval com artistas da terra, isso incentivou o fomento entre a classe e incentiva a cultura, apesar de ter sido um caso isolado, nas palavras do prefeito ele relatou que teriam mais eventos como esse, então fica de exemplo as prefeituras de todo o pais e também aos governos estaduais que tem recurso para fazer evento como tal. Obrigado a você pela leitura de hoje e um forte abraço.

Postar um comentário

0 Comentários